agosto 31, 2006

Depois do poema...



Ficam apenas as tristezas
E a insanidade do poeta
Que o atiram para as profundezas
Da sua alma que despoleta

Sem comentários: