novembro 20, 2005

PaLaVrAs QuE bEiJaM


Há palavras que nos beijam
Como se tivessem boca
Palavras de Amor, de Esperança
De imenso Amor, de Esperança Louca.

Palavras nuas que beijas
Quando a noite perde o rosto
Palavras que se recusam
Aos muros do teu desgosto.


De repente coloridas
Entre palavras sem cor
Esperadas, inesperadas
Como a poesia ou o Amor.



[Alexandre O'Neil]

Sem comentários: