abril 19, 2006

Linda morena


Linda morena, morena
Morena que me faz penar
A lua cheia que tanto brilha
não brilha tanto quanto o teu olhar
(...)
Tu és morena, uma ótima pequena
Não há branco que não perca até o juízo
Onde tu passas sai ás vezes bofetão
Toda gente faz questão do teu sorriso
(...)
Teu coração é uma espécie de pensão
de pensão familiar à beira-mar
Ó moreninha, não alugues tudo não!
Deixa ao menos o porão pra eu morar
(...)
Por tua causa já se faz revolução
Vai haver transformação na cor da lua
(...)
Antigamente a mulata era a rainha
Desta vez, ó moreninha, a taça é tua!
(Lamartine Babo e Irmãos Valença)

Sem comentários: