agosto 25, 2010

Porque esquecer-te é impossível


A toda a hora o meu pensamento vagueia para ti PAI. Para a falta que me fazes, para o quanto deixaste de viver connosco, o quanto ficou por ver e fazer... O tempo passa e tudo aumenta. A dor, a saudade, o vazio que deixaste. Sei que não foi uma escolha tua. Aliás, sei que se soubesses jamais terias deixado que acontecesse, sei da vontade que tinhas de viver, sei o quanto gostavas de nós, apesar da forma menos aberta de o referires. Sei também que esta viagem estava a mudar algumas coisas em ti...mas infelizmente, também sei que nunca mais poderemos colher os benefícios dessa experiência. Mas o que me custa mais saber é que nunca mais poderei olhar para ti e ter a certeza de que estou segura, só porque tu existes na minha vida. Vais existir em cada momento da minha existência...eu sei que tu sabes o quanto estou a sofrer, mas também sei que não podes fazer nada para amenizar a dor. Resta a saudade e o amor... "o essencial é invisível para os olhos", mas não escapa ao coração! Olho para esta imagem e guardo as tuas memórias...sei que era a tua flor... :(

Sem comentários: