janeiro 26, 2011

Pega no telefone

"...e liga-lhe. Liga as vezes que forem precisas até conseguires uma resposta, a paz de uma certeza, mesmo que essa certeza não seja a que desejavas ouvir. Mas não fiques quieta, à espera que a vida te traga respostas. A vida é tu, tens de ser tu a vivê-la, não podes deixar que ela passe por ti, tu é que passas por ela. E quando todas as laranjas caírem, apanha-as com cuidado, guarda-as num cesto e muda de profissão. O cirso é para quem não tem casa nem país, não é vida para ninguém. Guarda as laranjas num cesto, leva-as para casa e faz um bolo de saudade para esquecer a mágoa. E nunca deixes de sonhar que um dia, tal como eu, vais encontrar alguém mais próximo e mais generoso que te ensine a ser feliz, mesmo com todas as pedras no caminho. Larga as laranjas e muda de vida. A vida vai mudar contigo."


Aprendi tarde de mais a lutar por uma resposta e a lutar contra os meus medos e orgulhos. Fi-lo, obtive a resposta e larguei as laranjas. Ainda não consegui fazer o bolo da saudade, porque ela acompanha-me todos os dias. Não consegui mudar a vida, mas espero que um dia (em breve) ela mude comigo.

1 comentário:

rm disse...

adoro esse texto da MRP.