julho 16, 2010

Onde quer que estejas...

Transmite-me força, porque neste momento nada faz sentido, nada nos dá motivação nem há respostas para os nossos anseios e desesperos.
Ainda hoje não consigo acreditar que a vida nos pregou esta partida, que te levou para sempre, que ficou um vazio enorme por preencher. Tento reagir, ocupar-me com as burocracias que toda esta situação acarreta, dar força a todos aqueles que me rodeiam, no fundo, fazer em parte aquilo que tu farias no meu lugar (ou que fizeste, quando o mesmo te sucedeu). Mas é à noite, quando o reboliço se acalma que o mundo desaba todo em cima de mim, a realidade apresenta-se de forma bastante cruel para não me deixar alimentar a ilusão de que um dia voltarás. Em muitos momentos, ainda acredito que estás lá, em Timor, a cumprir o sonho de uma vida.
Se soubesses o quanto gostamos de ti e a falta que nos fazes...Por mais lágrimas que percorram a minha face, esta ferida nunca vai sarar.
Gostava ao menos de sentir que estás perto de nós, que, de alguma forma, nos proteges e nos indica sorrateiramente o caminho a seguir... Gostava de ter a certeza de que não te culpas por teres ido para longe de nós e o desfecho ter sido o pior de todos. Gostava que soubesses que te sentíamos felizes e que, em alguma medida, isso nos conforta e nos tira uma parte de todo o peso insuportável que carregamos connosco. Gostava de te abraçar mais uma vez que fosse... Gostava de estar hoje metida naquele avião, rumo a umas férias de sonho em família. Uma família que era feliz, em grande parte, graças a ti!
Esforçamo-nos por aceitar, por ir sobrevivendo, mas não dá para entender. Porquê a ti? Porquê a nós? Porquê agora? Porquê já? Ninguém tenta ao menos ensaiar uma resposta para nos confortar, é literalmente impossível. Tento agarrar-me àquilo que o Capelão nos disse na tua missa "Nunca mais estarão juntos, mas também nunca mais estarão separados". A verdade é que não é suficiente e que a dor aumenta a cada dia que passa e que a realidade vai gradualmente conquistando o nosso dia.
Só quero que saibas que me orgulho de ti, que sempre foste, para mim, um exemplo a seguir em muitas coisas e que agora, mais do que nunca, serás o meu herói e o de todos aqueles que te conheceram. Transmite-me a força que sempre tiveste, porque há muitos momentos em que penso não ser capaz, em que a dor da perda me consome e me sinto a enfraquecer. Só quero estar à altura daquilo que esperavas que eu fizesse... Prometo-te que vou cumprir tudo o que me pediste, é isso que tu esperas de mim, eu sei.
Estarás sempre comigo PAI!!! :(

Sem comentários: