maio 17, 2010

Encontra-me se quiseres

o caminho continua a ser o mesmo, devidamente sinalizado para que não haja enganos. Por isso não tens desculpa, a não ser a falta de vontade, a inércia do medo, a indiferença do sonho.

Sem comentários: